sexta-feira, 12 de outubro de 2012

OAB pede que Ministério atenda saúde indígena em MS

Imprimir esta página

12/10/2012        20:00

Nícholas Vasconcelos

 A Copai (Comissão Permanente de Assuntos Indígenas) da AOB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul) entregou ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, documento solicitando melhorias no atendimento aos 73 mil índios de Mato Grosso do Sul

O documento, criado em parceria com lideranças indígenas, denuncia o abandono da Casai (Casa de Saúde Indígena), a falta de medicamentos básicos, a falta de profissionais para realizarem encaminhamentos para os centros referenciais, como hospitais e centros de especialidades em todas as aldeias e etnias do Estado.

Ele também informa que há falta de médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e outros profissionais, falta de verbas orçamentárias para a saúde indígena. De acordo com a OAB, são pedidas a abertura de concursos públicos específicos para os quadros da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena) e a criação de equipes volantes, compostas por médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde.

 O pedido foi assinado pela Comissão da Ordem, o cacique Vanio Lara, pelo Centro Social de Cultura Nativa MS, pelo Conselho Municipal de Direitos e Defesas dos Povos Indígenas de Campo Grande e Setorial Indigena PT-MS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário