domingo, 28 de abril de 2013

Projeto de resgate cultural quer valorizar língua dos índios ofaié e kaiowá

Imprimir esta página

28/04/2013     10:58

Elverson Cardozo
campograndenews


 Cacique José de Souza disse que projeto é uma conquista da comunidade. (Foto: Divulgação)


Cerca de 120 indígenas das etnias Ofaié e Kaiowa, que residem na região de Brasilândia, município que fica a 355 quilômetros de Campo Grande, vão participar de um projeto de resgate cultural por meio do esporte. 

 A iniciativa, batizada de “Jogando e Aprendendo com Ofaié”, propõe a capacitação de atletas indígenas por meio do futebol e a recuperação da língua nativa – atualmente falada apenas por 10 índios daquela região - por meio da elaboração de uma cartilha sobre o esporte. O material será produzido pela própria comunidade.

 Inicialmente, as aulas serão realizadas duas vezes por semana, nos períodos matutino e vespertino. O Cacique José de Souza, conhecido como Koi, seu nome no dialeto Ofaié, disse que o projeto é uma conquista da comunidade. 

“Não acredito no que está acontecendo. Parece que ainda estou sonhando”, disse. O projeto de resgate cultural foi desenvolvido pela Fibria, empresa de celulose de eucalipto instalada no município. 

Os indígenas participantes residem em terras vizinhas às florestas da fábrica em Brasilândia. 

 A Associação Hankragane de Produtores Ofaié oficializou a iniciativa na última sexta-feira (19), data em que se comemora o dia do índio. 

O evento foi realizado dentro do ritual indígena. Na aldeia houve uma festa para toda a comunidade e convidados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário