sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Indígena é libertado e se transforma em símbolo contra injustiça no México

Imprimir esta página

01/11/2013    20:10

AGÊNCIA EFE - México







O indígena mexicano da tribo tzotzil Alberto Patishtán foi indultado nesta quinta-feira após passar 13 anos na prisão e ter se tornado símbolo das "muitas coisa ainda por fazer" em matéria de justiça no seu país, segundo explicou logo após ter obtido a liberdade. 

O indulto ao professor indígena de 42 anos foi concedido pelo presidente Enrique Peña Nieto. Patishtán foi condenado em 2002 a 60 anos de prisão pelo assassinato de sete policiais, que assegura não ter cometido, assim como por posse ilegal de armas e outros delitos

Nenhum comentário:

Postar um comentário