quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lula quer que Dilma resolva questão indígena na paz, que na "guerra fica caro"

Imprimir esta página

13/11/2013          19:50

Vinícius Squinelo e Lidiane Kober


Após fortes cobranças de indígenas e produtores rurais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu que vai levar pessoalmente temas relacionados à questão indígena em Mato Grosso do Sul para sua sucessora, Dilma Rousseff (PT). 

Lula ainda opinou que Dilma terá que tomar pessoalmente as “rédeas” da situação, sob risco de início de uma “guerra no campo” – nas palavras do ex-presidente. 

“Saio preocupado de Mato Grosso do Sul, e disse ao companheiro Delcídio (do Amaral, senador), companheiros produtores e também aos índios que vou levar a questão pessoalmente à presidenta Dilma”, afirmou, usando a polêmica troca de gênero no nome do cargo mais importante do Brasil. 

Lula ainda reconheceu que não conseguiu encerrar o problema durante os oito anos que esteve à frente do País. “Isso era pra ser resolvido há muito tempo, ainda no meu mandato, até que teve avanços”, lamentou. 

“Acho que a presidente tem que assumir o comando das negociações, fazer as coisas enquanto estamos em tempos de paz, já que a hora que começar a guerra vai ficar mais difícil e mais caro”, opinou. O ex-presidente ainda afirmou que a imagem de todo o Brasil está em jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário