terça-feira, 8 de maio de 2012

Índios alegam reintegração de posse e invadem oito fazendas em Corumbá

Imprimir esta págrina

08/05/2012 08:32


Evelin Araujo

 Desde este domingo (6) cerca de 150 índios kadiwéw estão entrando em fazendas de Corumbá e alegando reintegração de posse nas propriedades rurais. O Cimi (Conselho Indigenista Missionário) informou que a ação não é uma invasão, mas sim a retomada de posse das terras dos índios. “Há uma documentação farta provando que aquelas terras são deles”, disse Flávio Vicente Machado, do Cimi. 

 Para o produtor rural que teve a ameaça de invasão anunciada nesta segunda-feira (7). Roberto Coelho, é uma violência a ação indígena. “Não estão mostrando documentação nenhuma, somente a arma é o documento deles”, alega. Hoje, mais três fazendas foram invadidas: Capim Gordura, Terra Azul e Estância Tarumã. 

“Ao todo, são oito fazendas invadidas. Eles chegam em grupos de mais de 30 pessoas e anunciam que as famílias têm que sair no máximo no dia seguinte. Isso tudo com armas na mão como espingardas calibre 22, 12 e armas”, disse Roberto Coelho. 

 Ele conta que há um equívoco. “Dom Pedro I doou 363 mil hectares aos índios e em 1984 a Funai fez um estudo querendo acrescentar mais 160 hectares às terras, mas não há decisão judicial nenhuma, nós não estamos sabendo de nada”, conta. 

 Para a Polícia Federal de Corumbá não há violência na ação e também nenhuma comprovação judicial das terras, por isso não há o acompanhamento das supostas reintegrações

Um comentário:

  1. desse o casete nesta bugrada sem futuro que é só atrazo para a nação, não produzem nada ainda atrapalha quem produz.

    ResponderExcluir