sexta-feira, 31 de agosto de 2012

MPF mostra situação precária de índios em fazenda de Paranhos

Imprimir esta página

31/08/2012            19:54

Aline dos Santos

 Índios estão em barracas. (Foto: Divulgação/MPF)

 


 O MPF (Ministério Público Federal) aponta que os índios estão acampados em condições precárias em Paranhos. Os guaranis invadiram a fazenda Eliane em 10 de agosto. No mesmo dia, os indígenas relataram ter sofrido dois ataques de pistoleiros. Um índio desapareceu no conflito. 

 Após o ataque, os indígenas voltaram ao local ocupado, onde permanecem em condições precárias, em barracas de lona plástica, sem proteção contra o frio e o vento, que naquela região de fronteira chega a menos de 10º C durante o dia e beira 0º C à noite. Para comer, apenas mandioca. 

A ocupação é realizada por famílias inteiras: jovens, adultos, idosos, mulheres e crianças. Na reunião com o MPF, os indígenas relataram que são alvo de tiros ao circular pelas estradas da região e também na área da ocupação. 

Durante reunião realizada na última terça-feira, foram ouvidos cinco disparos de arma de fogo. O Ministério Público informa que vai tomar medidas para garantir a segurança das comunidades indígenas da região.

 A terra foi homologada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2009. No entanto, a homologação foi questionada na Justiça pelos fazendeiros. No ano passado, uma decisão do ministro Gilmar Mendes suspendeu parcialmente os efeitos da homologação ao deferir um mandado de segurança impetrado pelo dono da fazenda Iporã. 

Com a decisão, cerca de 400 famílias indígenas foram autorizadas a viver em uma área de 700 hectares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário